Olá Visitantes, No artigo de hoje trouxe uma novidade que vai ajudar você que é técnico no reparo de centrais automotivas, Tuning Boy, Ou mesmo Entusiasta a poupar uma boa grana com equipamento de programação de centrais ECU:  O programador FlashOBD.

Para que o programador funcione você precisa do software que habilita a interface no computador e também necessitará dos drivers usb e o procedimento de primeira programação do chip FT232 e gravação do serial para que tudo funcione em ordem.  Você pode baixar no link abaixo:

Clique aqui para Download – Baixar

 




 
Com programador FlashOBD você pode fazer:

  • Reset de Centrais tornando-as prontas para uso em um veículo,
  • Decode do sistema de imobilizador, fazer immo off,  Desativar Imobilizador, e tornar possível a partida sem ele,
  • Puxar Pin Code, e Numero de chassis e reprogramar funções como Ar condicionado,
  • Puxar mapas para reprogramar o veículo para Rodar com Etanol ou GNV,
  • Efetuar mudanças na Programação e Desativar DPF, Sonda Lambda, e EGR,
  • Clonar Centrais ECU,
  • E o mais Procurado: Fazer Remapeamento de Potência – “Chipar”, bem como remover limites de velocidade e de torque, extraindo 100% de potência do motor do veículo.

O programador FlashOBD atende uma vasta lista de veículos importados e nacionais e permite a programação de memória flash e processador MPC, bem como a eeprom do módulo. Ou seja é um programador completo e é essencial a quem trabalha tanto como chaveiro, e faz serviços de imobilizadores, quanto a quem trabalha com reparo de centrais automotivas.

O programador é estável e seu circuito é de fácil construção, e trabalha com programação em bancada via linha de comunicação K, usando o procedimento de Bootstrap que nada mais é que a ligação de um determinado pino da ECU a um resistor e ao aterramento / GND ou diretamente a Massa da ECU.

Modo Boot para programação da central do palio fire 1.3 16v fiat reprogramação de centrais , remapeamento, imobilizador, immo off, decode, reset, passar para alcool, aumento de potência, chipar, chip de potência, chip tuning

Modo Boot para programação da central do palio fire 1.3 16v fiat

Na imagem acima é possível observar um belo exemplo de como colocar uma central em modo Bootstrap, isto é, pronta para ser programada, ligando o pino 20 ao GND que nada mais é que o aterramento da central.   Lembrando que para cada ECU é um procedimento diferente, e que deve ser feito com cautela, e de preferência fora do veículo, em bancada, pois a má alimentação da Central , ou queda de energia durante o processo de programação poderá “matar” a centralina e torná-la irreparável.

São centenas o numero de veículos suportados pelo FlashOBD e você conferir a lista completa clicando aqui;

Lista completa de veículos suportados. VEICULOS SUPORTADOS

A montagem da interface de programação exige um pouco de conhecimento em eletrônica e também de habilidades com solda de eletrônicos e ferramentas específicas, o diagrama de montagem é simples e pode ser feito com peças encontradas em qualquer loja de componentes eletrônicos.

Veja o diagrama completo:  ( Para zoom basta clicar na imagem ).

Programador Galletto FlashOBD

Diagrama de montagem do Programador Flash OBD.

A lista de componentes eletrônicos que você vai precisar é:

  • 1 CI FT232RL,
  • 1 CI ST L9637D,
  • 1 RESISTOR SMD 560K,
  • 1 RESISTOR SMD 1K,
  • 4 RESISTORES SMD 270R,
  • 1 RESITOR SMD 10K,
  • 1 DIODO SMD BAIXO VALOR,
  • 1 DIODO SMD GRANDE,
  • 2 CAPACITORES TANTALO SMD 10 mkf,
  • 3 CAPACITORES SMD 0.1 mkf,
  • 1 INDUTOR SMD (BOBINA) 6,8 uH,
  • 1 PEQUENO BLOCO DE JUMPERS C/ JUMPER,
  • 1 PLACA FENOLITE + PERFURADOR + CANETA + CORROSIVO,
  • PORTA USB TIPO B FÊMEA + CABO USB,
  • FIOS E QUATRO JACARÉS PEQUENOS.

Ferramentas que você vai precisar:

  • Ferro de solda 40W,
  • Fio de solda e pasta para soldar de qualidade,
  • Sugador de solda,
  • Pinça e uma pequena lupa também vão lhe ajudar bastante.

Observe que na interface existe um jumper de duas posições, em uma você pode selecionar VW e na outra GM, ou seja na posição VW ele se torna um programador Galletto ou FlashOBD e na outra se torna FlashGM.

Os pinos da direita são: 12v, gnd, pino vago e o último é o pino da linha K e deve ser conectado a linha K do módulo de injeção para comunicação.

Enquanto os pinos da direita são da porta USB, Gnd, Rx / Tx, e 5v proviniente da porta usb. Observe também que a interface possui 3 Leds, dois indicam alimentação e atividade da comunicação USB e outra mostra atividade da linha K.

Junto ao pacote de arquivos disponibilizado aqui você vai encontrar o procedimento de ativação e escrita do serial no chip FT232, que é essencial para fazer o chip funcionar com o software que será seu assistente na programação dos módulos de injeção.  Siga com atenção as instruções e em caso de dúvidas deixe um comentário pra gente aqui!

Por ser um programador de Linha K, a interface também poderá ser usada como scanner genérico com as ferramentas corretas.  ISO9141 é o principal protocolo suportado assim como as interfaces VAGCOM, e KKL.  então você poderá fazer diagnostico de centenas de sistemas de injeção eletrônica de veículos nacionais e importados apenas conectando um conector OBD ISO na extremidade direita do programador.

Pinagem do conector OBD2

Você vai conectar o pino K do programador ao pino 7 do conector da porta de diagnóstico do veículo, 12v do programador no pino 16, e o aterramento GND da interface aos pinos 4 e 5.

O software que faz a interface funcionar como scanner você pode baixar aqui:

Clique aqui para Download – Baixar

 





 
Lembrando que para usar a interface como scanner, é necessário direcionar a porta “com” onde ela está instalada dentro do programa de scaneamento, ligar a chave do veículo conectar a interface a porta de comunicação do veículo e clicar em conectar-se.

FlashOBD montado e testado.

FlashOBD montado e testado.

Gostou do artigo?  Restaram dúvidas ou sugestões ao projeto? Não deixe de comentar no formulário de comentários abaixo ! E até logo!

Veja também: